Divas da Música

Música (do grego μουσική τέχνη - musiké téchne, a arte das musas) constitui-se basicamente de uma sucessão de sons e silêncio organizada ao longo do tempo. É considerada por diversos autores como uma prática cultural e humana. Atualmente não se conhece nenhuma civilização ou agrupamento que não possua manifestações musicais próprias. Embora nem sempre seja feita com esse objetivo, a música pode ser considerada como uma forma de arte , considerada por muitos como sua principal função .



Divas e Música
Diva é aquela mulher que, Maravilhosa que se destaca de todas as outras. Destacamos aqui Divas da Música ,Vozes femininas envaidecem, embeleza a melodia das Músicas com suas graciosidades pessoais,suas Extensões vocais Femininas,ou simplesmente sua arte na Música, a magia que elas envolve certas músicas e a relação que se estabelece com elas juntamente a técnica ea sensualidade.

Videos,Biografia e Fotos das divas da música

Videos,Biografia e Fotos das divas da música

A-Z AOL Music Video Search

Qual sua Cantora preferida Internacional?

Qual a Sua Cantora Preferida Nacional?

As 10 primeiras vencedoras da 1º Enquete Qual sua Cantora Favorita

As  10 primeiras vencedoras da 1º Enquete Qual sua Cantora Favorita

Joss Stone 1º Lugar

Joss  Stone  1º Lugar
69 Votos

Tarja Turunen 2º Lugar

Tarja Turunen 2º Lugar
68 Votos

Simone Simons 2º Lugar

Simone Simons 2º Lugar
68 votos

Sharon den Adel 2º Lugar

Sharon den Adel 2º Lugar
68 Votos

Cristina Scabbia 2º Lugar

Cristina Scabbia 2º Lugar
68 Votos

Amy Lee 3° Lugar

Amy Lee 3° Lugar
67 Votos

Floor Jansen 4° Lugar

Floor Jansen 4° Lugar
66 Votos

Alicia Keys 5°Lugar

Alicia Keys 5°Lugar
64 Votos

Fergie 6° Lugar

Fergie 6° Lugar
63 Votos

Amy Winehouse 7° Lugar

Amy Winehouse 7° Lugar
58 Votos

Laura Pausini 8º Lugar

Laura Pausini 8º Lugar
55 Votos

Alanis Morissette 8° Lugar

Alanis Morissette 8° Lugar
55 Votos

Norah Jones 8° Lugar

Norah Jones 8° Lugar
55 Votos

Celine Dion 9º Lugar

Celine Dion 9º Lugar
50 Votos

Carrie Underwood 9º Lugar

Carrie Underwood 9º Lugar
50 Votos

Kelly Clarkson 10º Lugar

Kelly Clarkson 10º Lugar
47 Votos

As 3ª Vencedoras da Enquete Qual Sua Cantora Favorita Nacional

As 3ª Vencedoras da Enquete Qual Sua Cantora Favorita  Nacional

Liriel domiciano 1º Lugar

Liriel domiciano 1º Lugar
41 Votos

Maria Rita 1º Lugar

Maria Rita 1º Lugar
41 Votos

Marisa Monte 2º Lugar

Marisa Monte 2º Lugar
40 Votos

Vanessa da Mata 3° Lugar

Vanessa da Mata 3° Lugar
34 Votos
A voz mais aguda atualmente pertence à brasileira Georgia Brown, que emite até o Sol 10, também se torna inaudível ao ouvido humano e não é emitida por nenhum tipo de instrumento, sendo captada apenas por frequenciador.
No repertório clássico a nota mais aguda para um soprano é um Sol5 na obra I Popoli di Tessaglia, de Mozart.
O contralto Clara Butt emitia um Dó2, exatamente como Pauline Viardot.
A poderosa Yma Sumac emitia um Si bemol 1.
O Contralto Marian Anderson, em uma gravação de Schubert, Der Tod und das Mädchen, emite um Dó#2.
Soprano é o nome do registro da voz (ou naipe) feminina mais aguda.
A voz de soprano normalmente recobre a extensão do Dó3 ao Dó5 (os números correspondem às oitavas do piano). Em termos gerais, corresponde à faixa de emissão do tenor, no caso masculino, e é o mais alto, ou seja, o mais agudo dentre os registros femininos, distinguindo-se desse modo das vozes de mezzo-soprano e de contralto.
Usualmente, apenas adultos do sexo feminino são capazes de emitir confortavelmente notas na altura correspondente à faixa de um soprano, pois as pregas vocais dos homens engrossam após a puberdade, produzindo vozes mais graves. Por meio de técnica especial que envolve o emprego do falsete, alguns cantores líricos ainda se especializam em papéis de soprano, e são, por isso, denominados sopranistas. As vozes infantis são, por vezes, denominadas sopraninos.
Na ópera, existem diferentes classificações para sopranos, que levam em consideração não apenas a altura e a coloração da voz, mas também certas habilidades técnicas exigidas para desempenhar certos papéis. Nas escolas francesa e alemã, são classificadas de um jeito diferente usando classificações especiais e classificando por categorias, que chega a abranger de dois a tres timbres diferentes. As classificações por timbres são:
Soprano ultra leggero
Soprano leggero
Soprano lírico-leggero
Soprano lírico
Soprano lírico-spinto
Soprano lírico-dramático
Soprano dramático
Soprano de carácter
Soprano Popular
Obtido em "http://pt.wikipedia.org/wiki/Soprano"

M de Mulher

Seus Malabarismos Mágicos Manipulam Marionetes.Meninas, Mães, Madres, Marquesas e Ministras.Madalenas ou Marias.Marinas ou Madonas.
Elas são Manhãs e Madrugadas.Mártires e Massacradas.Mas sempre Maravilhosas, essas Moças Melindrosas.
Mergulham em Mares e Madrepérolas, em Margaridas e Miosótis.E são Marinheiras e Magníficas.
Mimam Mascotes.Multiplicam Memórias e Milhares de Momentos.Marcam suas Mudanças.
Momentâneas ou Milenares, Mudas ou Murmurantes,Multicoloridas ou Monocromáticas, Megalomaníacas ou Modestas,Musculosas, Maliciosas, Maquiadoras, Maquinistas,Manicures, Maiores, Menores, Madrastas,Madrinhas, Manhosas, Maduras, Molecas,Melodiosas, Modernas, Magrinhas.São Músicas, Misturas, Mármore e Minério.Merecem Mundos e não Migalhas.Merecem Medalhas.São Monumentos em Movimento, esses Milhões de Mulheres Maiúsculas.



Mulher...Tens sete sentidos
Sete chaves de poder Mulher...
Mística flor, pétala serena
Seiva suave de uma árvore suprema Indecifrável mulher... Força felina e manhosa Mulher frágil e poderosa Sobretudo mulher...
Um sopro de vida no mundo Alma do sonho e da dor
És assim quase perfeita
Perfeita dádiva do Criador...

sábado, 31 de maio de 2008

Feist - 1234

Amy Lee (Evanescence)-Bring Me To Life

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Sharon den Adel(Within Temptation)- Frozen

Simone Simons (Epica)Illusive Consensus

Joss Stone - Under Pressure

Whitney Houston - One Moment in Time

quarta-feira, 28 de maio de 2008

Cindy Lauper - Girls Just Want To Have Fun

Shakira - Whenever, Wherever

Avril Lavigne - Complicated

Dolores O'Riordan(The Cranberries )Zombie Live

terça-feira, 27 de maio de 2008

Amy Lee(Evanescense) - Lithium

Nicole Scherzinger - Baby Love

Amy Winehouse-Live Grammy

Joss Stone - You Had Me (Live)

segunda-feira, 26 de maio de 2008

Dido - White Flag

Alicia Keys- No One e Freedom Live MTV

Mariah Carey e Whitney Houston - When You Believe

Carrie Underwood - Jesus Take The Wheel

Beyonce e Shakira - Beautiful Liar.

Avril Lavigne - Skater Boy

domingo, 25 de maio de 2008

Marisa Monte - Não Vá Embora

Lily Allen - LDN

Ana Carolina-Uma Louca Tempestade

Alicia Keys -No One

Angela Gossow (Arch Enemy) - Revolution Begins

Alanis Morissette - Uninvited

Fergie -Big Girls Don't Cry.

Floor Jansen(After Forever) - The Evil That Men Do

Floor Jansen(After Forever) - Energize Me

Anastacia -Left Outside Alone

Joss Stone -Baby, baby, baby

Maria Rita -Feitio de Oração

Amy Lee (Evanescence)My Immortal

Simone Simons (Epica) - Sensorium

Simone Simons (Epica )- Cry For The Moon

Shania Twain - I'm Gonna Getcha Good

Vanilla Ninja -Liar

Corinne Bailey Rae - Put Your Records On

Sharon Den Adel(Within Temptation) - Memories

Sharon den Adel(Within Temptation) - Angels

Alanis Morissette – Ironic

Vanessa Carlton-A Thousand Miles

Vanilla Ninja
















O grupo Vanilla Ninja nasceu em 2002 e lançou em 2003 o seu primeiro álbum Vanilla Ninja, com canções em inglês e em estónio. Apesar de serem estónias, as Vanilla Ninja foram seleccionadas pela Suíça para representarem o país no concurso Eurovision de 2005, em Kiev. Um dos grandes méritos desses grupo é a produção de David Brandes. Um dos melhores compositores e multiinstrumentista da atualidade na Alemanha. Responsável por produções musicais de grupos como Bad Boys Blue e Fancy. Triinu Kivilaan deixou o grupo no final de 2005, após o lançamento do caça-níqueis Best Of. Sua intenção é continuar em carreia solo com seu próprio estúdio. Em 2006 a proposta inicial do grupo é continuar como trio. Todas as componentes do grupo nasceram na Estônia, a banda conta em sua formação com Lenna Kuurmaa (guitarra), Piret Järvis (guitarra), Triinu Kivilaan (baixista) e Katrin Siska (teclados). O vocal é dividido entre as guitarristas e a baixista, enquanto a bateria conta sempre com um músico convidado.A banda foi formada há cerca de dois anos e meio, na Estônia. "Nós escolhemos o nome Vanilla Ninja para batizar a banda porque achamos ele muito sonoro, se encaixa bem com nosso estilo. Vanilla ['baunilha', em inglês] simboliza nossos cabelos claros e Ninja a nossa música e nossas personalidades fortes",conta a guitarrista Lenna Kuurmaa, em entrevista. A primeira mudança profunda na banda aconteceu há cerca de um ano, quando Maarja Kivi (baixista/vocalista) deixou o conjunto. Maarja é a loira de cabelos curtos que aparece nas primeiras fotos, era ela quem compunha e cantava as músicas da banda. "A Maarja saiu porque ficou grávida. No final de setembro [de 2004], ela deu a luz a uma linda menina chamada Dora-Liisa", conta Kuurmaa. A substituta para Maarja entrou em julho de 2004. Trata-se da Triinu Kivilaan, a mais nova do grupo, que chegou a ganhar um importante concurso de modelos da Estônia. Blue Tattoo é o mais novo álbum do Vanilla Ninja, a banda das belíssimas garotas da Estônia, eleita revelação de 2004 pela mídia especializada nacional e internacional. Produzido por David Brandes, o trabalho conta com um time de músicos de peso.





Cristina Scabbia(Lacuna Coil) - Heaven's A Lie

The Donnas








































Elas são a turma do fundão da classe, as que não perdem a piada por nada, com inteligência e ironia, mas acima de tudo se divertindo e tratando os garotos como eles tratam as garotas no rock’n’roll.
The Donnas é um grupo formado por quatro estadunidenses, em 1993.
Amigas desde o ginásio em Palo Alto, na Califórnia, aos 14 anos elas começaram a ensaiar e provocar a todos com suas letras e seu som punk colado na irreverência dos Ramones, seus ídolos máximos.
Sob o nome de Ragady Anne, dois anos mais tarde, no final de 1995, mudam o nome para The Donnas:
a cantora Brett Anderson tornou-se Donna A; a guitarrista Allison Robertson, Donna R; a baixista Maya Ford, Donna F; e, a baterista Torry Castellano, Donna C.
Logo (2 anos depois), assinaram com uma gravadora independente – Lookout Records – e foram lançando seus petardos
Em 1997, o álbum “The Donnas”, o tal primeiro álbum, é um disco de som muito simples e cru, influenciado pelos Ramones e por bandas de pop punk como Shonen Knife e The Muffs.
1998 vê também chegar aos escaparates o segundo álbum do grupo, "American Teenage Rock’n’Roll Machine", que se revela um estrondo no underground americano e europeu. "American Teenage Rock’n’Roll Machine" marca o fim da colaboração das Donnas com Darrin Raffelli, um músico amigo mais velho, que escrevia em conjunto com elas a maioria dos temas.
Imparáveis, lançam no ano seguinte (1999) “Get Skintight", que exibe uma progressão sonora em relação aos discos anteriores.
Do garage-punk-rock dominante até aí, as Donnas passam para um glam-punk – rock’n’roll, mais influenciado pelas Runaways, banda que se revela um modelo de banda e uma referência em termos de sonoridade, e com as quais as Donnas cada vez mais se parecem...e outra banda com as quais as Donnas se identificam, e se assemelham muito, é a banda britânica Girlschool...
Com o sucesso alcançado com "Get Skintight", as Donnas passam dois anos em digressão (2001), conseguindo ainda tempo para compor, e gravar em estúdio, aquele que seria o próximo trabalho: “Turn 21”. Lançado já no novo milênio, “Turn 21” é o grito de fim da adolescência das quatro meninas.

“Turn 21” é mais um avanço admirável do quarteto. Parece mesmo que as garotas decidiram meter no disco quase todos os riffs das grandes bandas "de arena" de hard rock/glam dos anos 70 e 80. Runaways, Girlschool, Kiss, Cheap Trick, Motley Crue e Ratt são influências mais do que assumidas, e as poses e letras "cheesy" nunca soaram tão bem. Estava trilhado o caminho para o novo álbum.
"Spend The Night" é a tentativa de aperfeiçoar ainda mais o formato canção pop, em versão hard rock, cruzado com os três acordes mágicos dos Ramones; nos 39 minutos de “Spend The Night”, as garotas tocam 13 canções onde o assunto pode variar entre sexo, festas, cerveja e... carros! Muitas das historias contadas, segundo Donna A, são verídicas, só que levemente exageradas...
O hit single, e respectivo teledisco, que passa na MTV e outros canais do gênero recai sobre "Take It Off". Mas existem muitas mais canções com arranjos fabulosos, refrãos "orelhudos" e guitarras cortantes servidas de bandeja com uma produção notável. Basta ouvirem temas como "It's On The Rocks", "Who Invited You", "Dirty Denim" ou "Pass It Around".
No entretanto, infelizmente, somente o álbum Spend The Night foi lançado no Brasil.

Dixie Chicks






























Dixie Chicks é um trio musical norte-americano composto por Emily Robison, Martie Maguire e Natalie Maines. É um dos grupos femininos de maior sucesso de todos os tempos, tendo vendido um pouco mais de 30 milhões de álbuns em sua terra natal. [1]

O grupo foi formado em 1989 em Dallas, Texas. Após anos de luta para reconhecimento e mudança nos integrantes, as Dixie Chicks finalmente conseguiram fazer um enorme sucesso nos mercados country e pop no final da década de 1990. As integrantes do grupo se tornaram bastantes conhecidas devido a seus caráteres, suas habilidades vocálicas e instrumentais, seu senso de moda e seus comentários políticos. Até o início 2007, o grupo já ganhou quatorze prêmios Grammy, e se tornou o primeiro artista country a receber mais de duas indicações para o prêmio de melhor álbum do ano (com Fly, Home e Taking The Long Way).

Em 2003, dez dias antes da invasão norte-americana do Iraque, a vocalista Natalie Maines disse se envergonhar do fato de que o presidente George W. Bush é texano assim como as integrantes do grupo. Tal afirmação causou controvérsia e o grupo foi banido de diversas emissoras de rádio por todo o país. Este momento infame da vida das integrantes do grupo serviu de base para o documentário Dixie Chicks: Shut Up and Sing (2006).

Em 2007, na cerimônia de entrega dos 49os. prêmios Grammy, as Dixie Chicks ganharam todos os cinco prêmios para os quais estavam indicadas, incluindo os mais prestigidos: melhor canção do ano, melhor gravação do ano e melhor álbum do ano. Elas interpretaram os prêmios como sendo "liberdade de expressão" exercida por parte dos votantes.