Divas da Música

Música (do grego μουσική τέχνη - musiké téchne, a arte das musas) constitui-se basicamente de uma sucessão de sons e silêncio organizada ao longo do tempo. É considerada por diversos autores como uma prática cultural e humana. Atualmente não se conhece nenhuma civilização ou agrupamento que não possua manifestações musicais próprias. Embora nem sempre seja feita com esse objetivo, a música pode ser considerada como uma forma de arte , considerada por muitos como sua principal função .



Divas e Música
Diva é aquela mulher que, Maravilhosa que se destaca de todas as outras. Destacamos aqui Divas da Música ,Vozes femininas envaidecem, embeleza a melodia das Músicas com suas graciosidades pessoais,suas Extensões vocais Femininas,ou simplesmente sua arte na Música, a magia que elas envolve certas músicas e a relação que se estabelece com elas juntamente a técnica ea sensualidade.

Videos,Biografia e Fotos das divas da música

Videos,Biografia e Fotos das divas da música

A-Z AOL Music Video Search

Qual sua Cantora preferida Internacional?

Qual a Sua Cantora Preferida Nacional?

As 10 primeiras vencedoras da 1º Enquete Qual sua Cantora Favorita

As  10 primeiras vencedoras da 1º Enquete Qual sua Cantora Favorita

Joss Stone 1º Lugar

Joss  Stone  1º Lugar
69 Votos

Tarja Turunen 2º Lugar

Tarja Turunen 2º Lugar
68 Votos

Simone Simons 2º Lugar

Simone Simons 2º Lugar
68 votos

Sharon den Adel 2º Lugar

Sharon den Adel 2º Lugar
68 Votos

Cristina Scabbia 2º Lugar

Cristina Scabbia 2º Lugar
68 Votos

Amy Lee 3° Lugar

Amy Lee 3° Lugar
67 Votos

Floor Jansen 4° Lugar

Floor Jansen 4° Lugar
66 Votos

Alicia Keys 5°Lugar

Alicia Keys 5°Lugar
64 Votos

Fergie 6° Lugar

Fergie 6° Lugar
63 Votos

Amy Winehouse 7° Lugar

Amy Winehouse 7° Lugar
58 Votos

Laura Pausini 8º Lugar

Laura Pausini 8º Lugar
55 Votos

Alanis Morissette 8° Lugar

Alanis Morissette 8° Lugar
55 Votos

Norah Jones 8° Lugar

Norah Jones 8° Lugar
55 Votos

Celine Dion 9º Lugar

Celine Dion 9º Lugar
50 Votos

Carrie Underwood 9º Lugar

Carrie Underwood 9º Lugar
50 Votos

Kelly Clarkson 10º Lugar

Kelly Clarkson 10º Lugar
47 Votos

As 3ª Vencedoras da Enquete Qual Sua Cantora Favorita Nacional

As 3ª Vencedoras da Enquete Qual Sua Cantora Favorita  Nacional

Liriel domiciano 1º Lugar

Liriel domiciano 1º Lugar
41 Votos

Maria Rita 1º Lugar

Maria Rita 1º Lugar
41 Votos

Marisa Monte 2º Lugar

Marisa Monte 2º Lugar
40 Votos

Vanessa da Mata 3° Lugar

Vanessa da Mata 3° Lugar
34 Votos
A voz mais aguda atualmente pertence à brasileira Georgia Brown, que emite até o Sol 10, também se torna inaudível ao ouvido humano e não é emitida por nenhum tipo de instrumento, sendo captada apenas por frequenciador.
No repertório clássico a nota mais aguda para um soprano é um Sol5 na obra I Popoli di Tessaglia, de Mozart.
O contralto Clara Butt emitia um Dó2, exatamente como Pauline Viardot.
A poderosa Yma Sumac emitia um Si bemol 1.
O Contralto Marian Anderson, em uma gravação de Schubert, Der Tod und das Mädchen, emite um Dó#2.
Soprano é o nome do registro da voz (ou naipe) feminina mais aguda.
A voz de soprano normalmente recobre a extensão do Dó3 ao Dó5 (os números correspondem às oitavas do piano). Em termos gerais, corresponde à faixa de emissão do tenor, no caso masculino, e é o mais alto, ou seja, o mais agudo dentre os registros femininos, distinguindo-se desse modo das vozes de mezzo-soprano e de contralto.
Usualmente, apenas adultos do sexo feminino são capazes de emitir confortavelmente notas na altura correspondente à faixa de um soprano, pois as pregas vocais dos homens engrossam após a puberdade, produzindo vozes mais graves. Por meio de técnica especial que envolve o emprego do falsete, alguns cantores líricos ainda se especializam em papéis de soprano, e são, por isso, denominados sopranistas. As vozes infantis são, por vezes, denominadas sopraninos.
Na ópera, existem diferentes classificações para sopranos, que levam em consideração não apenas a altura e a coloração da voz, mas também certas habilidades técnicas exigidas para desempenhar certos papéis. Nas escolas francesa e alemã, são classificadas de um jeito diferente usando classificações especiais e classificando por categorias, que chega a abranger de dois a tres timbres diferentes. As classificações por timbres são:
Soprano ultra leggero
Soprano leggero
Soprano lírico-leggero
Soprano lírico
Soprano lírico-spinto
Soprano lírico-dramático
Soprano dramático
Soprano de carácter
Soprano Popular
Obtido em "http://pt.wikipedia.org/wiki/Soprano"

M de Mulher

Seus Malabarismos Mágicos Manipulam Marionetes.Meninas, Mães, Madres, Marquesas e Ministras.Madalenas ou Marias.Marinas ou Madonas.
Elas são Manhãs e Madrugadas.Mártires e Massacradas.Mas sempre Maravilhosas, essas Moças Melindrosas.
Mergulham em Mares e Madrepérolas, em Margaridas e Miosótis.E são Marinheiras e Magníficas.
Mimam Mascotes.Multiplicam Memórias e Milhares de Momentos.Marcam suas Mudanças.
Momentâneas ou Milenares, Mudas ou Murmurantes,Multicoloridas ou Monocromáticas, Megalomaníacas ou Modestas,Musculosas, Maliciosas, Maquiadoras, Maquinistas,Manicures, Maiores, Menores, Madrastas,Madrinhas, Manhosas, Maduras, Molecas,Melodiosas, Modernas, Magrinhas.São Músicas, Misturas, Mármore e Minério.Merecem Mundos e não Migalhas.Merecem Medalhas.São Monumentos em Movimento, esses Milhões de Mulheres Maiúsculas.



Mulher...Tens sete sentidos
Sete chaves de poder Mulher...
Mística flor, pétala serena
Seiva suave de uma árvore suprema Indecifrável mulher... Força felina e manhosa Mulher frágil e poderosa Sobretudo mulher...
Um sopro de vida no mundo Alma do sonho e da dor
És assim quase perfeita
Perfeita dádiva do Criador...

domingo, 26 de outubro de 2008

Amores Extraños,Io canto e La solitudine**Letras









Amores Extraños
Laura Pausini


Ya sabía que no llegaría
Ya sabía que era una mentira
Cuanto tiempo que por él perdí
Que promesa rota sin cumplir
Son amores problemáticos
Como tú, como yo

Es la espera en un teléfono
La aventura de lo ilógico
La locura de lo mágico
Un veneno sin antídoto
La amargura de lo efímero
Porque él se marchó

Amores, tan extraños que te hacen cínica
Te hacen sonreir entre lágrimas
Cúantas páginas hipotéticas
Para no escribir las auténticas
Son amores que sólo a nuestra edad
Se confunden en nuestros espíritos
Te interrogan y nunca te dejan ver
Si serán amor o placer

Y cúantas noches lloraré por él
Cúantas veces volveré a leer
Aquellas cartas que yo recibía
Cuando mis penas eran alegrías
Son amores esporádicos
Pero en ti quedarán

Amores, tan extraños que vienen y se van
Que en tu corazón sobrevivirán
Son historias que siempre contarás
Sin saber si son de verdad

Son amores frágiles
Prisioneros, cómplices
Son amores problemáticos
Como tú, como yo
Son amores, frágiles
Prisioneros, cómplices
Tan extraños que viven negándose
Escondiéndose de los dos

Ya sabia que no llegaría
Esta vez me lo prometeré
Tengo ganas de un amor sincero
Ya sin él...

Amores Extraños (tradução)
Laura Pausini


Já sabia que não chegaria
Já sabia que era uma mentira
Quanto tempo que por ele perdi
Que promessa ordinária não cumpri
São amores problemáticos
Como você, como eu

É a espera de um telefonema
A aventura do ilógico
A loucura do mágico
Um veneno sem antídoto
A amargura do passageiro
Porque ele se foi

Amores, tão estranhos que te fazem cínica
Te fazem sorrir entre lágrimas
Quantas páginas hipotéticas
Para não escrever as autênticas
São amores que somente na nossa idade
Se confudem com nossos espiritos
Te interrogam e nunca te deixam ver
Se será amor ou prazer

E quantas noites chorarei por ele
Quantas vezes voltarei a ler
Aquelas cartas que eu recebia
Quando as minhas dores eram alegrias
São amores esporádicos
Porém em você permaneceram

Amores, tão estranhos que se vem e vão
Que em seu coração sobreviverão
São histórias que sempre contará
Sem saber se são de verdade

São amores frágeis
Prisioneiros, cúmplices
São amores problemáticos
Como você, como eu
São amores frágeis
Prisioneiros, cúmplices
Tão estranhos que vivem se negando
Escondendo-se dos dois

Já sabia que não chegaria
Esta vez me prometerei
Tenho desejo de um amor sincero
Já sem ele...

Io Canto
Laura Pausini
Composição: Riccardo Cocciante

La nebbia che si posa la mattina
Le pietre di un sentiero di collina
Il falco che s'innalzerà
Il primo raggio che verrà
La neve che si scioglierà correndo al mare

L'impronta di una testa sul cuscino
I passi lenti e incerti di un bambino
Lo sguardo di serenità
La mano che si tenderà
La gioia di chi aspetterà
Per questo e quello che verrà...

...io canto
Le mani in tasca canto
La voce in festa canto
La banda in testa canto
Corro nel vento e canto
La vita intera canto
La primavera canto
La mia preghiera canto
Per chi mi ascolterà
Voglio cantare
sempre cantare

L'odore del caffè nella cucina
La casa tutta piena di mattina
E l'ascensore che non va
L'amore per la mia città
La gente che sorriderà lungo la strada

I rami che si intrecciano nel cielo
Un vecchio che cammina tutto solo
L'estate che poi passerà
Il grano che maturerà
La mano che lo coglierà
Per questo e quello che verrà...

...io canto
Le mani in tasca canto
La voce in festa canto
La banda in testa canto
Corro nel vento e canto
La vita intera canto
La primavera canto
L´ultima sera canto
Per chi mi ascolterà
Voglio cantare
sempre cantare
cantare

(canto)
Le mani in tasca
(canto)
La voce in festa canto
(canto)
La vita intera canto
Corro nel vento e canto
Io canto
La vita intera canto

Io canto... per chi mi ascolterà

(per chi mi ascolterà)

Per chi mi ascolterà

Io Canto (tradução)
Laura Pausini
Composição: M. Luberti / R. Cocciante

A neblina que repousa de manhã
As pedras de um caminho na colina
O falcão que se levantará
O primeiro raio que surgirá
A neve que se desmanchará, correndo para o mar
A marca de uma cabeça sobre a almofada
Os passos lentos e incertos de um menino
O olhar de serenidade
A mão que se estenderá
A alegria de quem esperará
Por isto e aquilo que virá
Eu canto
As mãos no bolso, canto
A voz em festa, canto
A faixa na cabeça, canto
Corro no vento e canto
A vida inteira canto
A primavera, canto
A minha oração, canto
Para quem me escutar
Quero cantar, sempre cantar
O cheiro do café na cozinha
A casa toda cheia de manhã
O elevador que não anda
O amor pela minha cidade
As pessoas que sorrirem pela rua
Os ramos que se entrelaçam no céu
Um velho que caminha sempre só
O verão que depois passará
O grão que amadurecerá
A mão que o colherá
Por isto e aquilo que virá
Eu canto
As mãos no bolso, canto
A voz em festa, canto
A faixa na cabeça, canto
Corro no vento e canto
A vida inteira, canto
A primavera, canto
O último anoitecer, canto
Para quem me escutar
Quero cantar, sempre cantar, cantar
Canto
As mãos no bolso, canto
Canto
A voz em festa, canto
A vida inteira, canto
Corro no vento e canto
Eu canto
A vida inteira, canto
Eu canto
Para quem me escutar
Para quem me escutar

La Solitudine
Laura Pausini
Composição: Cremonesi / Cavalli / Valsiglio

Marco se n'è andato e non ritorna più
E il treno delle 7:30 senza lui
È un cuore di metallo senza l'anima
Nel freddo del mattino grigio di città
A scuola il banco è vuoto, marco è dentro me
È dolce il suo respiro fra i pensiere miei
Distanze enormi sembrano dividerci
Ma il cuore batte forte dentro me

Chissà se tu mi penserai
Se con i tuoi non parli mai
Se ti nascondi come me
Sfuggi gli sguardi e te ne stai
Rinchiuso in camera e non vuoi mangiare
Stringi forte a te il cuscino
Piangi e non lo sai quanto altro male ti farà la solitudine

Marco nel mio diario ho una fotografia
Hai gli occhi di bambino un poco timido
La stringo forte al cuore e sento che ci sei
Fra i compiti d'inglese e matematica
Tuo padre e i suoi consigli che monotonia
Lui con il suo lavoro ti ha portato via
Di certo il tuo parere non l'ha chiesto mai
Ha detto "un giorno tu mi capirai"

Chissà se tu mi penserai
Se con gli amici parlerai
Per non soffrire più per me
Ma non è facile lo sai

A scuola non ne posso più
E i pomeriggi senza te
Studiare è inutile tutte le idee si affollano su te
Non è possibile dividere la vita di noi due
Ti prego aspettami amore mio...
Ma illuderti non so!
La solitudine fra noi
Questo silenzio dentro me
È l'inquietudine di vivere la vita senza te
Ti prego aspettami perché
Non posso stare senza te
Non è possibile dividere la storia di noi due

La solitudine fra noi
Questo silenzio dentro me
È l'inquietudine di vivere la vita senza te
Ti prego aspettami perché
Non posso stare senza te
Non è possibile dividere la storia di noi due la solitudine
La Solitudine (tradução)
Laura Pausini
Composição: Cremonesi / Cavalli / Valsiglio

Marco foi embora e não retorna mais
O trem das 7:30, sem ele
E um coração de metal sem alma
No frio da manhã cinza da cidade
Na escola o banco está vazio, Marco está dentro de mim
É doce sua respiração entre meus pensamentos
Distâncias enormes parecem nos dividir
Mas o coração bate forte dentro de mim

Quem sabe se você pensará em mim
Se com seus pais não fala mais
Se você se esconde como eu
Você escapa os olhares e você está distante
Confinado no quarto, você não quer comer
Você abraça forte o travesseiro
Chora sem saber quantos outros males te fará a solidão

Marco em meu diário numa fotografia
com olhos de um menino um pouco tímido
Meu coração pulsa forte e eu sento que você está lá
Entre as tarefas de inglês e matemática
Seu pai e seus conselhos, aquela monotonia
Ele com o seu trabalho o trouxe fora
Com seus certeiros olhares com que nunca perguntou mais
Disse "Um dia você me entenderá"

Quem sabe se você pensará em mim
Se com os amigos falará
Para que não sofra mais por mim
Mas não é fácil, você sabe
Na escola , não posso mais
E a tarde sem você
Estudar é inútil, as idéias se acumulam em você
Não é possível dividir a vida de nós dois
Suplico-lhe: espere meu amor,
Mas te iludir não sei

A solidão entre nós
Este silêncio dentro de mim
É uma inquietude para viver
A vida sem você
Eu lhe peço: espere-me, porque
Eu não posso estar sem você
Não é possível dividir a história de nós dois