Divas da Música

Música (do grego μουσική τέχνη - musiké téchne, a arte das musas) constitui-se basicamente de uma sucessão de sons e silêncio organizada ao longo do tempo. É considerada por diversos autores como uma prática cultural e humana. Atualmente não se conhece nenhuma civilização ou agrupamento que não possua manifestações musicais próprias. Embora nem sempre seja feita com esse objetivo, a música pode ser considerada como uma forma de arte , considerada por muitos como sua principal função .



Divas e Música
Diva é aquela mulher que, Maravilhosa que se destaca de todas as outras. Destacamos aqui Divas da Música ,Vozes femininas envaidecem, embeleza a melodia das Músicas com suas graciosidades pessoais,suas Extensões vocais Femininas,ou simplesmente sua arte na Música, a magia que elas envolve certas músicas e a relação que se estabelece com elas juntamente a técnica ea sensualidade.

Videos,Biografia e Fotos das divas da música

Videos,Biografia e Fotos das divas da música

A-Z AOL Music Video Search

Qual sua Cantora preferida Internacional?

Qual a Sua Cantora Preferida Nacional?

As 10 primeiras vencedoras da 1º Enquete Qual sua Cantora Favorita

As  10 primeiras vencedoras da 1º Enquete Qual sua Cantora Favorita

Joss Stone 1º Lugar

Joss  Stone  1º Lugar
69 Votos

Tarja Turunen 2º Lugar

Tarja Turunen 2º Lugar
68 Votos

Simone Simons 2º Lugar

Simone Simons 2º Lugar
68 votos

Sharon den Adel 2º Lugar

Sharon den Adel 2º Lugar
68 Votos

Cristina Scabbia 2º Lugar

Cristina Scabbia 2º Lugar
68 Votos

Amy Lee 3° Lugar

Amy Lee 3° Lugar
67 Votos

Floor Jansen 4° Lugar

Floor Jansen 4° Lugar
66 Votos

Alicia Keys 5°Lugar

Alicia Keys 5°Lugar
64 Votos

Fergie 6° Lugar

Fergie 6° Lugar
63 Votos

Amy Winehouse 7° Lugar

Amy Winehouse 7° Lugar
58 Votos

Laura Pausini 8º Lugar

Laura Pausini 8º Lugar
55 Votos

Alanis Morissette 8° Lugar

Alanis Morissette 8° Lugar
55 Votos

Norah Jones 8° Lugar

Norah Jones 8° Lugar
55 Votos

Celine Dion 9º Lugar

Celine Dion 9º Lugar
50 Votos

Carrie Underwood 9º Lugar

Carrie Underwood 9º Lugar
50 Votos

Kelly Clarkson 10º Lugar

Kelly Clarkson 10º Lugar
47 Votos

As 3ª Vencedoras da Enquete Qual Sua Cantora Favorita Nacional

As 3ª Vencedoras da Enquete Qual Sua Cantora Favorita  Nacional

Liriel domiciano 1º Lugar

Liriel domiciano 1º Lugar
41 Votos

Maria Rita 1º Lugar

Maria Rita 1º Lugar
41 Votos

Marisa Monte 2º Lugar

Marisa Monte 2º Lugar
40 Votos

Vanessa da Mata 3° Lugar

Vanessa da Mata 3° Lugar
34 Votos
A voz mais aguda atualmente pertence à brasileira Georgia Brown, que emite até o Sol 10, também se torna inaudível ao ouvido humano e não é emitida por nenhum tipo de instrumento, sendo captada apenas por frequenciador.
No repertório clássico a nota mais aguda para um soprano é um Sol5 na obra I Popoli di Tessaglia, de Mozart.
O contralto Clara Butt emitia um Dó2, exatamente como Pauline Viardot.
A poderosa Yma Sumac emitia um Si bemol 1.
O Contralto Marian Anderson, em uma gravação de Schubert, Der Tod und das Mädchen, emite um Dó#2.
Soprano é o nome do registro da voz (ou naipe) feminina mais aguda.
A voz de soprano normalmente recobre a extensão do Dó3 ao Dó5 (os números correspondem às oitavas do piano). Em termos gerais, corresponde à faixa de emissão do tenor, no caso masculino, e é o mais alto, ou seja, o mais agudo dentre os registros femininos, distinguindo-se desse modo das vozes de mezzo-soprano e de contralto.
Usualmente, apenas adultos do sexo feminino são capazes de emitir confortavelmente notas na altura correspondente à faixa de um soprano, pois as pregas vocais dos homens engrossam após a puberdade, produzindo vozes mais graves. Por meio de técnica especial que envolve o emprego do falsete, alguns cantores líricos ainda se especializam em papéis de soprano, e são, por isso, denominados sopranistas. As vozes infantis são, por vezes, denominadas sopraninos.
Na ópera, existem diferentes classificações para sopranos, que levam em consideração não apenas a altura e a coloração da voz, mas também certas habilidades técnicas exigidas para desempenhar certos papéis. Nas escolas francesa e alemã, são classificadas de um jeito diferente usando classificações especiais e classificando por categorias, que chega a abranger de dois a tres timbres diferentes. As classificações por timbres são:
Soprano ultra leggero
Soprano leggero
Soprano lírico-leggero
Soprano lírico
Soprano lírico-spinto
Soprano lírico-dramático
Soprano dramático
Soprano de carácter
Soprano Popular
Obtido em "http://pt.wikipedia.org/wiki/Soprano"

M de Mulher

Seus Malabarismos Mágicos Manipulam Marionetes.Meninas, Mães, Madres, Marquesas e Ministras.Madalenas ou Marias.Marinas ou Madonas.
Elas são Manhãs e Madrugadas.Mártires e Massacradas.Mas sempre Maravilhosas, essas Moças Melindrosas.
Mergulham em Mares e Madrepérolas, em Margaridas e Miosótis.E são Marinheiras e Magníficas.
Mimam Mascotes.Multiplicam Memórias e Milhares de Momentos.Marcam suas Mudanças.
Momentâneas ou Milenares, Mudas ou Murmurantes,Multicoloridas ou Monocromáticas, Megalomaníacas ou Modestas,Musculosas, Maliciosas, Maquiadoras, Maquinistas,Manicures, Maiores, Menores, Madrastas,Madrinhas, Manhosas, Maduras, Molecas,Melodiosas, Modernas, Magrinhas.São Músicas, Misturas, Mármore e Minério.Merecem Mundos e não Migalhas.Merecem Medalhas.São Monumentos em Movimento, esses Milhões de Mulheres Maiúsculas.



Mulher...Tens sete sentidos
Sete chaves de poder Mulher...
Mística flor, pétala serena
Seiva suave de uma árvore suprema Indecifrável mulher... Força felina e manhosa Mulher frágil e poderosa Sobretudo mulher...
Um sopro de vida no mundo Alma do sonho e da dor
És assim quase perfeita
Perfeita dádiva do Criador...

domingo, 26 de outubro de 2008

Meg Stock












































Oriunda de uma família de classe média residente em Jacareí, interior do estado de São Paulo, Meg teve seu primeiro contato com a música cedo, através do pai, Ivan, que toca violão. Durante a infância, costumava trancar-se na sala antes de todos acordarem para imitar as performances de Madonna. Mas até que optasse pela música como direcionamento artístico profissional, tomou outros rumos. Ainda menina, começou a fazer aulas de balé e dança moderna, chegando a tornar-se professora, participar de festivais pelo país e ser premiada internacionalmente. Contudo, largou a atividade aos dezenove anos, quando ficou grávida de seu único filho. Vinícius, hoje com seis anos, é portador de necessidades especiais devido a uma falta de oxigenação no cérebro sofrida durante o trabalho de parto, que durou treze horas. O pai da criança morreu de câncer em meados de 2006.
Durante o período conturbado após ter se tornado mãe, Meg fez da confecção de bombons e cestas de café da manhã o seu ganha-pão, e tornou-se fanática adepta Hare Krishna, chegando a usar roupas monásticas e vender livros nas ruas de São Paulo. Após ter sido lacto-vegetariana por cinco anos devido à religião, a cantora diz ter "desfanatizado" e carregar atualmente somente a bandeira contra o preconceito; mas ainda pratica hábitos correlatos, como a ioga, e se declara simpatizante da filosofia. Nesse mesmo período, o amigo e violonista Fabiano Whyte (um dos parceiros de Meg na composição da música "Dura Feito Aço", presente no repertório do Luxuria), chamou-a para cumprir algumas datas agendadas cantando MPB em bares, já que sua irmã, cantora-acompanhante, havia virado evangélica e largado a música abruptamente. Meg não cantava profissionalmente na época, mas tocou o projeto violão-e-voz por cerca de três anos e resolveu fazer da música seu meio de vida. Foi quando reencontrou o baixista e amigo de adolescência Luciano Dragão, que a chamou para integrar a banda que estava montando, chamada "Roda Gigante". Pouco depois, com uma nova formação, o grupo tornou-se "Boneca Inflável" (incluindo o baterista Guilherme Cersosimo, ex-Viper e ex-Toy Shop), e a dupla Meg-Dragão começou a compor freneticamente o repertório que viria a se tornar o primeiro disco do Luxuria. A maioria das canções da banda divide-se entre a parceria entre os dois e as músicas compostas somente pela vocalista.
Começaram a se apresentar em grandes festivais pelo Brasil, como o MADA, em Natal, o GO Music, em Goiânia e o Ceará Music, em Fortaleza, e, apenas dois meses depois da troca do nome da banda para Luxuria, fizeram sua notória apresentação no Porão do Rock, em Brasília, que angariou fãs por todo o país e chamou a atenção da mídia musical. Muito devido à grande presença de palco de Meg, que apresentava então cabelos pintados de azul (é loira natural), grandes tatuagens pelo corpo e exibia sua ousada lingerie vermelha por debaixo do vestido, que levantava a todo momento. Ainda circularam pelo Rio de Janeiro e, após uma apresentação na cidade de Caraguatatuba, interior de São Paulo, foram contratados pela equipe de produção da baiana Pitty, ao abrir um show da cantora. Não demorou muito até começarem a gravar o primeiro disco de forma independente, inclusive morando no estúdio para reduzir custos. O produtor era o próprio irmão do baterista, Mauricio Cersosimo. Com o álbum concluído e mixado em Nova Iorque pelo engenheiro de som Ron Allaire (amigo de Cersosimo e que já trabalhou com artistas como Pantera, Ramones e Avril Lavigne), foram contratados pela gravadora Sony BMG e o trabalho foi lançado nacionalmente. A primeira música de trabalho, "Ódio", tornou-se hit e passou a integrar a trilha sonora do "folheteen" Malhação, exibido pela Rede Globo. O single seguinte, "Imperecível", escrito pela cantora para o pai de seu filho, conseguiu conquistar a parada dos dez mais diários da MTV e vem tendo boa recepção por parte do público.
Alguns dos músicos citados pela cantora em entrevistas como sendo suas influências são Stone Temple Pilots, Jane's Addiction, Los Hermanos, Elis Regina, Maria Rita, Etta James (em quem se inspirou para utilizar a técnica de canto gritado scat), Garbage, The Distillers e Hole. Muitos jornalistas ainda conectam a vocalista da última, Courtney Love, com a cantora Cássia Eller na tentativa de definir a persona artística de Meg; conceito que ela aceita, mas se diz mais influenciada por Scott Weiland